Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim.
(Clarissa Corrêa)
"   Ela é assim, um drama, um enigma, um teatro, uma arte.   "
Isabela Freitas (via mists)
"   Quando você convence a si mesmo, convencer os outros vira detalhe.   "
Henrique Dias (via realidade-paralela)
"   Para alguns, noventa e nove nunca será cem. As vezes o estar completo é apenas um ponto de vista. Quem poderá dizer que noventa e nove não seria um número inteiro?   "
Dons tons de amor.  (via abominou)
"   Não tampe tuas feridas. Permita que os buracos apareçam como sinais de experiência vivida. Somente quem já se quebrou nas curvas e caiu em abismos sabe os caminhos, conhece os desvios, e aprendeu que a nossa história se faz de percursos muitas vezes difíceis e que é necessária a turbulência para que busquemos o equilíbrio; é preciso da escuridão para que enxerguemos a luz.   "
Fred Medeiros.  (via pensamentos-antigos)
"   Aquilo que nos fere é aquilo que nos cura. A vida tem sido muito dura comigo, mas ao mesmo tempo tem me ensinado muita coisa.   "
Caio Fernando Abreu.  (via acrescentada)
"   É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer
Abandonar tudo por medo
Não transformar sonhos em realidade
Ter medo da vida e de seus compromissos
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.   "
Pablo Neruda (via desembarcou)
"   Engole um espelho, menina. Aprende que bonito, é o que a gente é por dentro.   "
Caio Fernando Abreu.  (via segredou)